Luz na escuridão

tumblr_ncbrwbb7kn1s40t92o1_50001

Manter os olhos fixos, neste fecho de luz
Sensação estranha, olhos acirrados…
Imagino o vergão da pele, sensação gostosa…
A pele dela que era lisa, sedosa.

Sinto o cheiro do escuro, odor negro
E o fecho de luz, traz novos sentidos…
Coisa boa, pensamentos gostosos…
Aquele pedaço da minha lembrança, vive.

Começo a tatear os espaços vazios
Ao passar pelo fecho de luz…
Sinto o calor na minha pele…
Sinto vida no meu corpo, renascendo.

Caminho na direção da luz, devagar
Com cuidado, sinto confiança…
Volto a respirar, mais fundo…
No pulmão sinto força, vivendo.

Punhos fechados, imaginando o imaginável.
Mais passos, sito a força da luz.
Força estranha, me atrai…
Acelero os passos e descubro, vida.

Desejos se fazem, novamente
Cria uma nova sensação, gostosa…
Vontade de apertar, arranhar…
Vontade de te ter, possuir.

Juramento

 

 

 tumblr_mupxpzPiDJ1rbad26o2_r1_400

– E se o céu cair?
– Vou.
– E se a Lua cair?
– Também.
– E se as estrelas do céu também resolverem cair?
– Ainda sim.
– E quando o seu cabelo cair?
– Hahaha, sua bobinha, até lá, ainda vou.
– E quando eu tiver cara de maracujá?
– Você nunca vai ter cara de maracujá!
– Ah, um dia todo mundo fica com cara de maracujá.
– Mas você, não. Você é linda.
– Sou linda ainda. Um dia, posso não ser mais, e você não vai me querer cheia de botox, vai?
– Argh! Não.
– Mas me responde: e quando eu tiver cara de maracujá, o que é que você vai fazer?
– Eu vou te achar o maracujá mais sexy de todo o mundo.
– Hahaha, tá bom. Mas e se o mundo acabar?
– Ainda vou.
– E se o mar secar?
– Também.
– E se eu não souber mais falar?
– Vou também.
– E se eu errar?
– Mais ainda.
– E se nada for como a gente pensa, ou quer?
– Incondicionalmente.Ela parou, pensou, e abraçou-o de novo. Deitados na grama, a noite caindo, os grilos cantando, palavras saindo.

Lágrimas.

– E se o sonho acabar?
– Não fala besteira, e não chora. Olha pra mim.
– Hum?
– Olha.
– Hum.
– Ainda assim. Mesmo assim. Ainda mais. Ainda sempre. Pra sempre, e muito mais além.
– Pra sempre?
– Pra sempre.

Longo beijo, longa noite. Palavras.

Que País é Esse? Que Pessoas são Essas?

 

 Durante três dias fiquei de molho em casa. Li jornais, vi televisão, conversei com amigos. Vi e ouvi os juízes do STJ deliberarem sobre a marcha da maconha; o Sarney e o Collor defenderem o sigilo eterno dos documentos oficiais; os italianos arremessarem laranjas em nossos atletas do vôlei de praia, em protesto com relação ao caso Batisti; o governo federal afrouxar as regras de licitações para as obras dos estádios para a copa do mundo. E o Palloci? E a Erenice Guerra? E o José Dirceu? E o Delúbio, ex-tesoureiro do PT? Quantas figuras ilustres “enriquecem” nossa história contemporânea! E o Lula? Ex-metalúrgico, ex-líder sindical, ex-presidente, hoje milionário que caga e anda na cabeça do povo, que ainda assim o tem como um deus. Que país é esse? Que pessoas são essas?

Graças à liberdade de expressão estou podendo colocar o que penso. Sem dúvida, isso é importante. E, com base nesse direito, coloco em discussão a falta de uma política pública (federal, estadual e municipal) de prevenção ao abuso de drogas (álcool, inclusive) e à dependência química. Vejo e ouço um “ilustre” ex-presidente do Brasil levantar a bandeira a favor da descriminalização do uso de drogas (maconha, inclusive), alegando, entre outras coisas, que a política norte-americana de repressão fracassou.

Aqui no Brasil, atualmente, não existem clínicas públicas decentes e qualificadas para atender e dar tratamento digno aos dependentes químicos de um modo geral. Infelizmente não temos mão de obra qualificada para isso. Os poucos espaços públicos que temos adotam uma política de redução de danos, oferecendo apoio ao dependente em regime ambulatorial. Há uma tendência natural de medicalização do tratamento, já que os responsáveis técnicos são, em sua maioria, médicos psiquiatras que têm pouca ou nenhuma experiência na clínica do adicto. Lembrando mais uma coisa, nas nossas faculdades de medicina e também nas de psicologia, com raríssimas excessões, a dependência química (doença reconhecida pela O.M.S.) não é nem lembrada nos seus currículos. No máximo, há cursos de pós-graduação sobre o assunto.

O que eu quero dizer com isso? É no mínimo surreal e ofensivo ver os juízes da mais alta corte do Brasil, com salários altos, pagos regiamente pelos tributos que o Estado nos impõe, deliberarem por horas sobre o direito ou não de pessoas se manifestarem pela legalização da maconha. Mais surreal ainda é ver um juíza comparar essa manifestação com as manifestações contrárias à ditadura militar nas décadas de 60 e 70. Que país é esse? Que pessoas são essas? Eu me rendo!!!

VOCÊ SE VENDEU?

 

VOCÊ SE VENDEU?

 

Dilma Roussef defende o sigilo eterno dos documentos históricos. Quer dizer que ela, Collor e Sarney estão unidos num só ideal. O Governo Federal, por MP, desobriga a transparência nas licitações das obras para a Copa do Mundo e Olimpíadas. O STF autoriza as Marchas da Maconha, afirmando um preceito constitucional. Os ex-Ministros da Casa Civil, José Dirceu e Antonio Palloci, multiplicaram seus bens enquanto exerciam suas funções. O ex-jogador e comentarista da Bandeirantes, Edmundo, responsável direto pela morte de 03 jovens não passa mais do que 18 horas na prisão. Vários assassinatos de líderes populares no Pará sem solução, apesar das autoridades federais e locais conhecerem os mandantes e responsáveis. Governador do Rio propôs tropa de 23 mil bombeiros, mas afirma que é difícil atender às reivindicações salariais por causa do tamanho da tropa, que hoje é de 16.550 militares. O Governo do Rio vai investir quase 932 milhões de reais em mais uma reforma do Maracanã! E por aí vai. Só mais uma provocada: Manchete de O Globo hoje: STF LIBERA MARCHA DA MACONHA. Um tanto capcciosa, a meu ver. Intelectuais de esquerda e outros muitos militantes que combateram a ditadura se calam ao receberem o Bolsa Ditadura, com indenizações milionárias. Muitos sem precisar desse “agrado” do PT no poder.

Não tenho nada contra a maconha. Quem quiser fumar que fume. Mas estamos num país de analfabetos funcionais e de jovens que, em sua maioria, estudam em escolas em condições precárias, com professores mal pagos e desestimulados. Os professores da rede estadual aqui do Rio de Janeiro estão fazendo paralisações constantes por melhores salários e condições de trabalho. Um país que não investe em educação pública de qualidade, saneamento básico, saúde, alimenta a desigualdade e a miséria. Sem dúvida é uma maravilha a liberdade de expressão, mas ela já estava e está garantida na nossa Constituição. Que país maluco é esse? Graças a Deus não mais contribuo com essa canalha que assaltou o poder, através do voto (in) consciente inconsequente de milhões de babacas ou ingênuos ou interesseiros, que resolveram acreditar nas promessas de campanha. 2012 está aí, com mais uma eleição. Acorda povo Brasileiro!!! Vamos botar essa canalha toda pra correr!!! Hoje no Brasil não há mais esquerda nem direita. Só existe uma coisa que mobiliza a classe política, infelizmente, O DINHEIRO! Só alguns poucos (ou muitos) dentre nós não se vendeu.

E a Vida é Maravilhosa

tumblr_nr8e9v01lR1tcs5o7o1_250

Espero que todos aproveitem as oportunidades que irão aparecer ao longo da semana. Nada acontece para nos derrubar. As dificuldades ou problemas são como oportunidades de aperfeiçoamento. Acredito numa força maior que rege a vida tal como a conhecemos e a desconhecemos. Acredito no amor e na sua capacidade de promover transformações. Acredito no SER humano. Acredito no Bem, mas não nego a existência do mal. Às vezes somos movidos por forças que não conseguimos identificar. O ego nos aprisiona. A vaidade e a ganância nos escravizam. Mas sempre podemos (?) retornar ao básico, ao fundamental, ao amor. Céu e inferno, o bem e o mal, coexistem. Não podemos nos separar deles, mas podemos (?) escolher a quem servir.

Uma vez li num livro sagrado a seguinte afirmativa: “O ego é o maior inimigo do eu real, mas seu melhor servidor”. Acho que foi no livro de Krishna. Não tenho certeza. Mas para mim fez o maior sentido. Há 27 anos experimentei um despertar espiritual que me impulsionou a realizar coisas que, se dependesse apenas de minha vontade pessoal, não me imaginava capaz. Vivenciei uma mudança na percepção da vida e de tudo que a envolve, que me tornei uma outra pessoa, sem perder a minha identidade original.  Despertar espiritual esse que não foi desejado, mas que aconteceu e, junto com ele, o reconhecimento e aceitação da vida tal como ela é. E a vida é maravilhosa.

Uma ótima semana para todos nós.

Recuperação – Um Árduo e Compensador Trabalho

Tags

,

tumblr_nspjkbunuW1uqj0ypo1_500

        Enquanto não colocarmos na cabeça que estar limpo é a coisa mais importante que podemos fazer, abrigaremos reservas que, mais tarde, poderão interferir no processo de recuperação e nos levar a uma recaída, cujas consequências não somos capazes de prever.

O texto básico de Narcóticos Anônimos, no capítulo referente ao Passo 1, afirma que “…estar limpo tem que vir em primeiro lugar”. Essa frase sintetiza toda a importância de se manter a abstinência de todas as substâncias psicoativas, se quisermos nos libertar “das garras da adicção ativa”.

Todo o trabalho sugerido nos 12 Passos tem como principal objetivo a manutenção da abstinência. Não seríamos capazes de nos manter limpos se não mudássemos significativamente nosso estilo de vida.

Reconhecemos nossa impotência e a necessidade de ajuda, decidimos nos entregar a essa ajuda; através de um inventário moral, identificamos a natureza exata de nossas falhas, e nos dispusemos a mudar, revendo nossos valores, substituindo-os por princípios espirituais como a honestidade, a mente aberta e a boa vontade; nos comprometemos a fazer reparações dos danos que provocamos nas pessoas que convivemos. Do Passo 1 ao Passo 9 iniciamos um processo de reconciliação com o nosso passado para, a partir daí, desenvolvermos o hábito da autocrítica, admitindo prontamente quando erramos; estreitando nosso contato consciente com esse poder maior amoroso, ao qual entregamos a nossa vida e vontade; e, finalmente, como resultado desse trabalho experimentamos um despertar espiritual e nos tornamos dispostos a levar a mensagem de recuperação a outros.

Os 12 Passos são o melhor e mais eficiente método de prevenção de recaída que eu conheço. Mas é preciso entender com todas as letras que “estar limpo tem que vir em primeiro lugar”. Não se pode ter dúvidas a respeito disso. A partir disso, o céu é o limite, só por hoje.

Eu não me conformo…

Não me conformo com este mundo. Eu não me conformo.
Péssimos exemplos se tornando “lições de vida”, atos indignos lutando para ter uma dignidade, sordidez de ações em alta, a moda da prostituição, do uso de drogas “legais”, do ser-objeto hedonista, do chauvinismo raquítico, da ironia social.
Carpe Diem corrompido, libertino, ridículo. Inconsciência. Inconsequência. Egoísmo em busca de um prazer vazio, imoral, individualista. Não há amor, não se pensa mais no outro. Meu umbigo torna-se o centro de todos os universos. Não importa se a vida de outrem tem valor, não importam as vontades e necessidades do próximo (eu o quero bem longe; próximo? Só quando me convém!).
Impune. “A vida é minha, e eu faço o que quiser. E que se lasque! Conseqüências?! Por que você não cuida da sua vida? Eu quero é me acabar, e ninguém tem nada com isso”. É o que se diz. Egoísmo, libertinagem, inconsequência. Até quando?
Seres rastejantes. Feitos nauseantes. Bizarro. Hipócrita. A qualquer preço, a qualquer custo. Nem que seja o do sangue, o da honra, o da rebeldia sem causa. Ignóbeis. Ignorantes. Objetos, apenas, prontos para serem jogados, arremessados, pisoteados. Mas que diferença faz para eles? Eles só querem “causar”, “chocar”, “enojar”, “invejar”…
Eles não precisam de paz nenhuma. Nem de felicidade. Eles só querem corrupção. E corrompem mascarando-a de dignidade, travestindo-a de modismo, de modernidade, de falsa liberdade. “Todo o mundo faz. Você nãoooo??? Você tem algum problema??? Mas hoje em dia é normal! Agora não tem mais jeito! Século 21! Os tempos mudaram!!”
Mudaram. Pioraram. E eu não me conformo. E nunca vou aceitar isso. Me julguem, desprezem, me tratem como estranha; eu não me importo. Eu não serei conivente. Eu não aceito. Eu não me conformo.
Pode parecer loucura. Mas a loucura de não resignar-se pode descamar olhos cegos, céticos e niilistas, que creem que não há mais nada a fazer, a não ser “fazer parte da massa”. Só que essa massa apodreceu, criou vermes, embolorou, e seus correligionários ainda se lambuzam nela.
Não, muito obrigada. Eu não aceito, nem me conformo com este mundo, e nada vai me fazer mudar de ideia. Sozinha não posso mudá-lo, mas posso fazê-lo pelas palavras dos meus lábios, e pelo fogo que arde em meu coração. Levanto os meus olhos para o Alto. Ele já vem, e fará Sua justiça valer acima de todas as coisas.
Não vou me vender.
Não vou me render.
Não, eu não me conformo com este mundo.
(Romanos 12:2)

A Fórmula da Felicidade

 

Se você está lendo esse texto é um sinal de que você reúne um mínimo de condições para sobreviver. Deve ter um a casa para morar, come diariamente, trabalha ou estuda, ou simplesmente não faz nada, é aposentado ou bancado por alguém. Não importa. Você deve ter problemas, talvez muitos problemas. Contas atrasadas, dívidas. Estou falando de todos os tipos de problemas. No casamento, nos estudos, nas relações com seus pais, namorada ou namorado, com seus filhos, irmãos, vizinhos , patrão, colegas, amigos, etc. Mesmo assim, você está tendo um tempinho para acessar a internet, talvez para relaxar, jogar, procurar uma alma gêmea, pesquisar, ou qualquer outra coisa. Com tudo isso, será que você é capaz de deixar de lado um pouco os seus problemas, conflitos, angústias, ansiedades, e colocar o foco de sua atenção em outras coisas, como por exemplo a quantidade de pessoas abandonadas à própria sorte nas ruas de sua cidade? Será que você é capaz de tirar o foco de você e colocá-lo nas inúmeras crianças que estão nas “cracolândias”, becos e praças, se matando? Será que você é capaz de tirar o foco de você e colocá-los na multidão de famílias sem terras e sem esperanças que estão sendo massacradas, só para você almoçar numa mesa feita de madeira nobre? Será que você é capaz de tirar o foco de você e visitar um asilo, onde inúmeros humanos foram abandonados e estão à espera da morte, sem que ninguém os abrace ou leia um livro para eles? Será que você é capaz de tirar o foco de você e colocá-lo em alguém que realmente precisa de sua atenção e do seu cuidado? Ou investir contra aqueles, políticos, empresários, banqueiros, governantes, magistrados, doutores, endinheirrados, que só pensam em acumular riquezas e explorar mão de obra barata, para não dizer escrava? Mas investir mesmo, denunciando, botando a boca no trombone, negando seu voto e sua simpatia, mandando esses filhos de muitas putas (com perdão às prostitutas) ralarem o cú no inferno. Faça uma escolha e tire um dia do seu ano para exercitar ou sua boa vontade e compaixão, ou para mostrar toda a sua indignação contra aqueles que realmente a merecem. E VIVA A REVOLUÇÃO!!!!

Você sabe o que é o amor?

 

As noites eram frias, e os dias eram longos. A vida não tinha graça nenhuma. A piada era contada, e ninguém ria de nada. As palavras não faziam sentido, a música era muda. As mudanças não faziam diferença alguma. O céu estava sempre nublado.
Assim é a vida sem o amor. Sem o tempero, sem a lágrima que dá sabor à vida. Sem o sorrir, sem o alvorecer, sem o verdejar do meu jardim secreto. E nada acontece de novo, e os dias são apenas vinte-e-quatro horas arrastadas, sacrificadas, dilaceradas. Mas o amor?
O que é isso? Você sabe o que é o amor ou, até agora, só experimentou a falsidade e o sofrimento de paixões passageiras, fugazes, vorazes, que arrasam corações, deixando-os em um êxtase cego, para, depois, criar uma cratera dolorida?
O amor é o que falta no coração de todo o mundo inteiro. O amor é o que falta no giz-de-cera que pinta esse planeta. Não se resume ao inigualável soneto de Camões, nem a frasezinhas que garotinhas de doze anos escrevem em seus caderninhos. Não. O amor é mais. O amor é indescritível, indestrutível, imprescindível.
Não é fácil falar sobre ele, pois só sentindo para saber. É um sentimento verdadeiro, inconfundível, nunca sentido antes; arrebatador, mas terno; forte, mas sem usar a força.
O valor de um amor está em sua conquista diária, em sua ternura, em sacrifícios também. Deixar o egoísmo de lado, deixar defeitos, orgulho, ignorância, preconceito, paradoxos, dogmas, sofismas, o lixo interior, ter muita paciência, para, então, poder afirmar, com toda a certeza, que amamos. Afinal, o amor não está do lado de fora. É algo muito mais profundo.
Pobres os que limitam o amor a beijos e abraços. Mal sabem que o amor é algo muito mais valioso; um sentimento que faz com que possamos abrir os braços e despejar de um penhasco todos os nossos desejos egoístas e insinceros; que faz com que ajudemos as pessoas que amamos, independentemente se isto não nos trouxer nenhuma “conveniência” ou recompensa; que faz com que nos interessemos de verdade pelas pessoas, não importa o que aconteça.
O amor faz com que alguém seja capaz de se entregar totalmente por uma outra, mesmo que essa não corresponda. É o amor “Ágape”: incondicional, consciente, que não depende de reciprocidade. “Amo porque amo”. Simples assim.
Conheço alguém que tem o amor maior do mundo, que transcende todas as barreiras, puro, que dissolve toda sorte de iniqüidades que já tenhamos cometido. Esse amor é o de CRISTO. Como pode alguém que eu nunca “vi” com os olhos naturais dar a sua vida desta maneira, numa cruz, coração dilacerado, carne trespassada, entregue totalmente por amor? Preço de sangue. Por nós, que não temos o mesmo amor que Ele foi capaz de mostrar. Nós. Nós, que não valemos nada por nossas atitudes erradas. Nós, que carecemos de amor e misericórdia, coisas que muitas vezes não somos capazes de demonstrar uns aos outros.
Amor. Tão singelo, tão simples, tão-somente amor. Amo porque amo, e ponto final.